Como nossas igrejas fecharam e as missas foram suspensas durante a pandemia, uma das coisas que os cristãos mais sentiam falta era o espaço sagrado. O espaço da igreja sempre foi um “espaço sagrado”. O simples fato de estar numa capela nos trás uma sensação de paz e calma, encorajamento e esperança. Os símbolos da igreja nos ligaram ao passado – a todos os cristãos ao longo da história que enfrentaram adversidades – e nos ajudaram a lembrar a vitória de Cristo. Sentimos a presença do Espírito Santo nos rodeando e reforçando o significado e propósito de nossos ministérios.

O Espírito Santo ainda está presente … apenas de uma maneira nova. Hoje estamos aprendendo a “manter distância”. Quando estamos nas filas, mantemos o regulamento a quase dois metros de distância dos anteriores e posteriores. Quando vamos dar um passeio, acenamos uns para os outros ou saudamos de uma distância segura. No entanto, com a prática espiritual intencional, você pode converter o isolamento em conexão e celebrar o espaçamento sagrado . Aqui estão cinco maneiras de fazer isso.

  1. Passe a paz

No espaço sagrado, costumávamos nos voltar para nossos vizinhos e apertar as mãos, intencionalmente usando frases espirituais como “A paz esteja com você”, “O Senhor esteja com você” ou simplesmente “Que Deus o abençoe” e antecipando uma resposta igualmente intencional ” … e também com você. ” No espaçamento sagrado, você pode fazer a mesma coisa. Você pode dizer essas palavras em voz alta para aqueles que estão antes e atrás de você, ou que estão passando à distância. Você pode orar em silêncio por estranhos mais distantes com a mesma intencionalidade. E quando você faz o check-out em uma loja, ou passa em qualquer funcionário do serviço público, você fala em voz alta.

É a intencionalidade de nossas palavras que torna esse espaçamento sagrado. Outros cristãos reconhecerão a fórmula litúrgica e podem responder de acordo. Outros reconhecerão a peculiaridade das palavras que se destacam de nossas saudações habituais e casuais. Isso vai significar algo especial. Eles vão pensar sobre isso depois. Esperançosamente, eles terão uma sensação de paz interior e esperança na comunidade.

  1. Usar uma Cruz

No espaço sagrado, costumávamos admirar os símbolos do santuário, os vitrais e outros sinais visíveis de fé. No espaçamento sagrado, você pode fazer a mesma coisa. Uma “cruz” é um objeto que você usa e que tem um significado profundo. Uma aliança de casamento, por exemplo, não apenas revela que estamos em um relacionamento de aliança, mas comunica uma mensagem reconfortante de amor abundante. Uma “cruz” é um objeto devocional que é tanto um símbolo (uma lembrança de fé que consideramos valiosa) quanto um portal (por meio do qual Deus comunica esperança aos outros). Podemos escolher intencionalmente usar uma “cruz” especial que simboliza a fé e proclama esperança quando entramos na fila ou saímos para uma caminhada.

Os melhores símbolos cristãos são incomuns ou inesperados. Hoje, uma cruz em uma corrente é mais uma declaração de moda do que uma declaração de fé. É comum e raramente lembrado. No espaçamento sagrado, você usa uma cruz que é surpreendente e profundo. Alguém pode usar uma rosa ou uma flor, um ramo de azevinho ou de folha perene; um broche ou alfinete incomum. Muitos cristãos já têm camisetas de um encontro de jovens com símbolos de fé ou palavras de encorajamento. Um simbolo religioso como uma cruz é memorável e poderoso. Aqueles que o veem não apenas pensam em Deus, mas sentem a presença de Deus.

  1. Presença Espiritual

No espaço sagrado sentimos a presença do Espírito Santo entre nós. No espaçamento sagrado, sentimos o Espírito Santo entre nós. Esses seis pés de espaço são vazios apenas para os olhos físicos. Se olharmos com olhos espirituais, podemos ver que o espaço está realmente preenchido por Deus. O Espírito Santo continua a nos ligar uns aos outros.

A melhor maneira de sentir a presença espiritual não é olhar para o espaço vazio, mas para pessoas reais. Observe as pessoas ao seu redor para ver como são especiais. Cada um parece diferente, se comporta diferente, usa roupas diferentes, etc. Quando você tem empatia por pessoas reais, você se torna ciente de como o Espírito Santo o conecta a elas em compaixão.

  1. Caridade

No espaço sagrado algumas paróquias costumam passar a sacola ou prato de oferendas e dar um donativo para o trabalho da igreja. No espaçamento sagrado, quase sempre há uma oportunidade de doar para um serviço social ou programa de saúde no final da fila no check-out; ou uma oportunidade de dar aos pobres ou desabrigados após uma caminhada; ou dar um presente de comida a um vizinho. 

O Espírito Santo é freqüentemente associado ao fogo, e um ato de caridade é o que “acende” a presença espiritual . Sempre há uma bênção para alguém que não seja você. O vínculo que você sente com as pessoas antes e atrás de você se estende a outras que estão fora de alcance.

  1. Comunidade virtual

No espaço sagrado, costumamos desligar nossos telefones celulares. No espaçamento sagrado, nós os mantemos. Isso nos permite compartilhar o momento de presença espiritual com nossa rede social. Existem muitas opções de mídia, mas talvez a mais fácil seja uma simples mensagem de texto. Você não deve quebrar a confidencialidade de outras pessoas enviando uma foto da fila onde você está, mas você pode enviar uma mensagem de texto a um amigo com uma oração ou uma palavra de encorajamento enquanto espera na fila: “Na fila do Banco e orando por você”.

No espaço sagrado, somos tentados a usar o silêncio para pensar em nós mesmos, em nossos problemas e em nossas necessidades pessoais. A tentação de auto-absorção é ainda mais poderosa no espaçamento sagrado. Basta ver quantas pessoas numa fila estão alheias ao que acontece ao seu redor e focadas inteiramente em seu mundinho. O que separa o “secular” do “sagrado” é nossa capacidade de entregar nossos egos a um propósito mais elevado e priorizar as necessidades dos outros sobre nossas preocupações pessoais.

Que tal um aplicativo e site paroquial para integrar sua comunidade de fé ?

Deixe um comentário