Se site paroquial é uma ferramenta de missão ela deve ser usada na máxima potência

Qual o motivo que o site de uma paróquia é muito acessado e já o de outra paróquia não? Podemos pensar que se deve a diversos fatores em que entram a beleza do design ou os conteúdos, porém esta resposta é muito simplista.

O site bem sucedido deve-o à compreensão (por parte do conselho paroquial) de seu potencial e do lugar que este deve ocupar na evangelização. Resumidamente, os bons resultados chegam com o muito uso do site. Por isso, é importante o site paroquial fazer parte da cultura missionária da paróquia – o conselho paroquial precisa compreender este espaço como uma nova missão da paróquia. 

Neste artigo vamos ensinar a como potencializar ainda mais seu site paroquial.

Dica 01 – Muito prazer sou site paroquial

Quando foi que você falou do site paroquial? É importante que todos saibam que a paróquia tem um site. Por isso faça uma campanha de divulgação, uma arte e coloque nos murais das salas de catequese, na cantina, na sala da liturgia, aonde houver um mural esteja lá o convite: conheça o site paroquial… incentive os paroquianos a divulgarem nas redes sociais, “temos site paroquial acesse”, envie um texto para as mídias seculares informando do novo site, como utilidade pública o site poderá ser divulgado em jornais, na TV e na rádio, é um serviço para população católica local.

Um detalhe simples que pode passar despercebido é o data show. Em muitas paróquias o projetor apresenta as várias comunicações da paróquia. O site deve estar lá em detalhes, ou seja, o endereço e as funcionalidades para facilitar a evangelização. 

Dica 02 – Que o site seja útil 

Conteúdo religioso católico na internet temos aos montes. O que fará seu site se diferenciar positivamente neste universo é a sua utilidade  e interatividade com os paroquianos.

A vida paroquial deve ter o suporte da tecnologia através do site. Assim, serviços como: agendar uma intenção de missa, devolução do dízimo, inscrição para catequese, crisma e eventos, pedidos de oração, agendamento de batismo e demais sacramentos, bem como conteúdo sobre temas da liturgia, e cursos ministrados na paróquia devem ter um formulário no site que o paroquiano possa preencher e enviar a respectiva “ficha de inscrição” à secretaria.

E as certidões? São várias: casamento, batismo, crisma, primeira eucaristia e acredite sim, é possível reduzir os  números de telefonemas na secretaria da paróquia. Basta solicitar via formulário no site paroquial e pronto, já vai direto para o e-mail da secretaria. Evitando assim sobrecarga no uso de telefone. 

Um dos nossos clientes que utiliza esta metodologia é a Catedral de Vitória (ES), veja o site https://www.catedraldevitoria.com.br/servicos/. Muito procurada para casamentos e com vida paroquial intensa, bem como interatividade com turistas, o site paroquial é a ferramenta de unidade e comunhão entre os diversos públicos. Para facilitar o cotidiano das secretárias os formulários online tornaram-se uma extensão do atendimento paroquial. Já é um sucesso! 

 Enfim, o site tem que ser prático, dinâmico.

Um excelente termômetro para saber se o site é útil ou não, basta observar os avisos paroquiais após as Missas. Caso o sacerdote diga com frequência “mais informações no site da paróquia” é um excelente sinal!!! Se não há essa fala é bom rever o papel do site no anúncio do Evangelho.

Atenção! Por experiência esse é o ponto mais importante da relação do padre com o site paroquial. De fato, além dos avisos paroquiais, o sacerdote pode, com frequência, redigir a “Palavra do Pároco“ e enviar para os  fiéis via grupos em aplicativos, por exemplo. Lembrando que o site é instrumento e deve ser usado no cotidiano.  

Dica 03 –  Conteúdo, conteúdo, conteúdo e mais conteúdo

O site será um sucesso se houver conteúdo que faz pensar, que provoque, que nos leve a Jesus, e a grande surpresa é que depois de uma “busca” podemos encontrar paroquianos que têm o dom da escrita e produzem textos com muita qualidade.

Recordo-me que certa vez uma paróquia promoveu uma websérie sobre “Doutrina Social da Igreja” com um leigo, médico por profissão, mas formador no seu dia-a-dia, e, gerou uma enorme audiência. A Paróquia São Pedro, de Divinópolis (MG), por exemplo, fez sua prestação de contas sobre um “Show de Prêmios” beneficente no site paroquial, é uma excelente maneira de trazer transparência para a administração. Veja o exemplo em: https://saopedroparoquia.com.br/show-de-premios-da-paroquia-foi-um-sucesso-e-premiou-sete-pessoas/ 

Criar expectativa/curiosidade para o conteúdo é uma forma de realça-lo. “Em breve teremos uma série de textos com pessoal da Pastoral da Família, fique atento em nosso site”, “o grupo de jovens está preparando dicas de como motivar jovens que não têm o hábito de vir na Igreja”, essa chamada pode ser feita, por exemplo, nas reuniões de conselhos, é uma forma de motivar também todas as pastorais e movimentos a participar da construção do conteúdo, incentivando-as a redigirem para o site com dicas, esclarecimentos, reflexões, o site é da paróquia, ou seja deve ter os diversos carismas.

Enfim, tenha espaços específicos para FORMAÇÃO,  com textos agendados previamente com paroquianos que gostam de escrever. Toda paróquia tem pessoas que gostam de escrever. Catequistas, Ministros da Palavra, Ministros da Eucaristia, Pastoral Familiar, Grupos de Adolescentes e Jovens, Coroinhas, Equipe de Músicas, Pastoral do Dízimo e demais pastorais devem ter espaço para falar com seus membros. Textos que possam explicar, demonstrar, interagir com todos os paroquianos Permita-se ser criativo! 

Dica 04 – Tenha uma revisão de texto

O que impede muitas vezes alguém a redigir um texto é o medo de errar nas normas gramaticais ou ortográficas. Importante a paróquia eleger alguém que faça a revisão de textos antes de publicá-los na internet. Importante que essa pessoa tenha disponibilidade para revisar com rapidez os textos, pois muitos dos conteúdos têm data para estarem on-line, assim sendo se o revisor demorar muito, os textos perderão impacto e ficam desatualizados.

Dica 05 – Casamento perfeito site e redes sociais

Os perfis das redes sociais devem sempre divulgar as novidades do site através de artes, e resumos, tipo “Confira no nosso site dicas para motivação de jovens a participar de atividades da Paróquia”, em contrapartida, no site sempre deve haver espaço para a divulgação nas redes sociais da paróquia, esta conexão é muito saudável, pois que as redes sociais, muitas vezes, são limitadas no tamanho do texto, já o site possui o espaço e conta com a interatividade das redes sociais. É um casamento perfeito.

E você? Tem alguma dica que gostaria de compartilhar conosco? Envie para [email protected] e vamos construir um novo texto com dicas de nossos amigos on-line.

Deixe um comentário

0800 292 7000